Ainda não há comentários

FESTA DE TABERNÁCULOS (ENTENDA)

Inicialmente, é bom que saibamos que a Festa dos Tabernáculos, era a festividade de todas as festas bíblica mais alegre de Israel. Quando o povo se divertia muito, pois estavam repletos de alegria e gratidão pelos cuidados de Deus.

“Era uma celebração da graça de Deus para os israelitas no deserto, ao término da colheita do ano, com um cerimonial de águas corrente para comemorar a provisão de águas no deserto,(Nm 20:2-11) e o ritual acender lâmpadas.”

A Festa dos Tabernáculos tinha como objetivo fazer o povo se lembrar do tempo em que morou em tendas, durante a peregrinação pelo deserto. Em Dt 8:2-5 está escrito que, apesar dos sofrimentos, o Senhor havia sustentado o Seu povo em todas as suas necessidades e que eles haviam aprendido muitas lições.

Dentre as três grandes festas comandadas por Deus, a Festa dos Tabernáculos é a de maior significado profético para nós cristãos, era consagrada ao louvor e ações de graça.

Sabem por que era chamada Festa dos Tabernáculos? Nesta festa, toda região próxima a Jerusalém ficava coberta de cabanas ou tendas feitas de ramos de árvores, daí o nome hebraico sucot. Todos os israelitas moravam ali durante aqueles dias. Eram também conhecida como Festa da Colheita, Festa da Sega, Festa das Cabanas.

Durante a Festa dos Tabernáculos, o Templo ficava iluminado, com quatro grandes candelabros de ouro, o povo levava muitas ofertas ao Senhor. Nas noites havia banquetes, danças, cânticos e muita alegria. Eles eram agradecidos a Deus!

 

Um dos maiores motivos de gratidão do povo de Israel era em relação a água que Deus lhe dava através de boas chuvas. Lembrando que, no deserto, muitas vezes Deus teve que providenciar água que saiu até de pedras para saciar a sede do povo.

Por isso, nos tempos de Jesus, durante a Festa dos Tabernáculos havia a cerimônia de buscar a água lá no poço de Siloé e trazê-la para ser derramada sobre o altar, no Templo. Isso era feito pelos sacerdotes.

Foi Deus quem mandou que eles fizessem assim, para se lembrarem do cuidado de Deus, quando moravam em tendas no deserto, pois Ele os ajudou e nada lhes faltou.

Certa vez, enquanto essa festa era realizada em Jerusalém, Jesus, que também estava participando, se levantou e disse: “Se alguém tem sede, venha a mim e beba. Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva” (João 7:37-38) Jesus queria dizer que assim como a água mata a nossa sede, Ele é a água que mata a nossa sede de Deus, ou seja, através de Jesus conhecemos mais de Deus.

A presença de Jesus em nossa vida é muito importante, pois nos protege do mal e nos ajuda a andar nos caminhos corretos.
Para nós que cremos em Jesus, o filho de Deus, a festa de tabernáculos fala de Jesus que tabernaculou conosco, “e o verbo se fez carne e habitou (tabernaculou) entre nós” (Jo.1:14).

Se os israelitas faziam festa de gratidão a Deus pela água que nunca lhes faltava, nós que conhecemos a Jesus como nosso Salvador e Senhor, que nos aproxima de Deus, devemos ser mais gratos ainda.

(Fonte: EBI Universal)

Publicar um comentário